Justiça pela Paz em Casa: Exposição premiada sobre feminicídios e teatro marcam edição a partir desta segunda-feira
26 novembro

Justiça pela Paz em Casa: Exposição premiada sobre feminicídios e teatro marcam edição a partir desta segunda-feira

Sutiãs pretos, junto a relatos de crimes, simbolizam as vidas perdidas para a violência doméstica (Foto: Arquivo TJRS)

Nesta semana acontece a XII Semana da Justiça pela Paz em Casa. O mutirão, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça em parceria com os Tribunais de Justiça estaduais, tem como objetivo acelerar a prestação jurisdicional de casos de violência doméstica e familiar por meio do julgamento de casos de tentativas de assassinato de mulheres e de feminicídios.

No Rio Grande do Sul, a abertura da exposição Agora ou na hora de nossa morte, no dia 26/11, marcará o início do mutirão no estado, na entrada do Foro Central I, a partir das 13h30min. A mostra, que retrata a dor dos feminicídios, foi lançada no ano passado, em Porto Alegre, e agora será itinerante. Vencedora do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça 2018, na categoria Inovação, a exposição foi organizada pela Corregedoria-Geral da Justiça, em parceria com o Memorial do Judiciário e a Unidade de Imprensa do TJRS.

Marias

Na sexta-feira (30/11), fechamento do mutirão, a CGJ promoverá a apresentação teatral Marias, às 17h, no Auditório do Foro Central II (Rua Manoelito de Ornellas, 50). A peça será encenada pelo Grupo Dom de Semblantes Companhia Theatral. Tem como atriz e diretora Angela Maria Genro, Oficial Escrevente da Vara Criminal de Santiago, e apoio da Juíza da Vara, Cecília Laranja da Fonseca Bonotto.

Além disso, em todo o Estado, as Comarcas agendaram audiências e sessões de julgamento durante toda a semana, além de eventos alusivos ao combate à violência doméstica e familiar.

Edições

Semana da Justiça pela Paz em Casa visa a ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha (Lei n° 11.340/2006) e conta com três edições por ano. Elas ocorrem em março – marcando o dia das mulheres, em agosto – por ocasião do aniversário de sanção da Lei Maria da Penha e em novembro – quando a ONU estabeleceu o dia 25 como o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher.

Com TJRS