Senado Faz Consulta Pública Sobre a Reforma Trabalhista. Dê sua Opinião.
4 maio

Senado Faz Consulta Pública Sobre a Reforma Trabalhista. Dê sua Opinião.

Aprovada pela Câmara na semana passada, com 296 votos favoráveis e 177 contrários, a reforma trabalhista precisa ser votada agora pelos senadores, PLC (Projeto de Lei da Câmara)  n. 38/2017

O Senado está realizando uma Consulta Pública para conhecer a opinião da população sobre o projeto aprovado pela Câmara.

Para votar é necessário realizar um cadastramento no site do Senado no qual deverão ser informados o nome completo, o e-mail da e o estado em que reside a pessoa que deseja participar.

Acesse aqui e faça seu cadastro.

Feito o cadastramento as pessoas que desejarem participar da Consulta Pública deverão acessar o site do senado.

Clique aqui para participar da Consulta Pública Sobre a Reforma Trabalhista (PLC 38/2017).

Depois de votar você poderá clicar em Ver Tramitação para acompanhar a situação da discussão do projeto no Senado.

Participe, faça com que os senadores e senadoras conheçam sua opinião sobre a reforma trabalhista.

Pesquisas de Opinião Data Folha e Instituto Ipsos Revelam Rejeição a Reforma Trabalhista

A Consulta de Opinião do Senado da República, na qual cerca de 95% dos participantes se disseram contrários ao projeto de lei da reforma trabalhista, ratifica as pesquisas de opinião pública realizadas recentemente.A

Segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha em 01 de maio os brasileiros e brasileiras rejeitam às reformas trabalhista e previdenciária.

Segundo o levantamento, 66% dos assalariados com carteira assinada e 68% dos empresários avaliam que os brasileiros perdem direitos com a reforma trabalhista e a terceirização. O percentual atinge 58% considerando os brasileiros com e sem registro, segundo o levantamento.

Os brasileiros também consideram que a reforma trabalhista e a terceirização privilegiam mais os empresários do que os trabalhadores — e os próprios empresários pensam assim, de acordo com o Datafolha. Segundo o instituto, essa é a opinião de 64% dos entrevistados, enquanto 63% dizem o mesmo sobre a terceirização.

Quanto à reforma da Previdência, o levantamento mostra que sete em cada dez brasileiros se dizem contrários à proposta em discussão no Congresso. Segundo a pesquisa, 71% dos brasileiros são contrários à reforma, e 23%, a favor. A pesquisa foi realizada nos dias 26 e 27 de abril com 2.781 pessoas entrevistadas em 172 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

A rejeição é maior entre os mais escolarizados: 76% entre os que têm ensino superior, 73% entre os que têm ensino médio e 64% entre os que têm ensino fundamental. Entre os informados, 78% são contra a reforma previdenciária proposta pelo governo Temer.

Os dados da pesquisa da Datafolha são confirmados por pesquisa realizada em 02 de maio pelo Instituto Ipsos. Conforme a consulta a reforma trabalhista  é aprovada por apenas 7%  e, que 58% são contrários as s mudanças na CLT.  O índice de rejeição é maior ainda entre os mais escolarizados – 64% dos entrevistados com curso superior são contrários à medida.

Com informações do Senado da República, Folha de São Paulo e O Globo.